ÚLTIMA HORA: Pedro Dias entrega-se à PJ em Arouca



O homem mais procurado do país decidiu esta terça-feira (08/11/2016) entregar-se às autoridades. A entrega foi feita em Arouca e foi gravada em direto pela RTP3. Esta entrega à PJ (Polícia Judiciária) já terá sido planeada há alguns dias pelo suspeito que terá informado a um(a) familiar que iria proceder à sua entrega esta terça-feira.  Segundo o relato da jornalista, a sua equipa terá sido informada por alguém para estarem ali, em Arouca, pois havia uma grande probabilidade deste homem entregar e foi o que fizeram... foram a todo o gás para poderem assistir a esse momento. Ou seja, o momento da detenção foi acompanhado pela RTP depois da entrega de Pedro Dias à PJ ter sido combinada com uma jornalista da estação pública.
Antes da sua detenção o homem deu uma entrevista à jornalista daquele canal em que foi questionado se terá cometido tais crimes e do qual sempre negou ter feito qualquer.
Foi-lhe perguntado se terá cometidos aqueles crimes brutais (morte do GNR e de um casal civil) ao qual terá respondido: "Eu não cometi esses crimes". Em seguida foi questionado, também, se tinha roubado aquele jipe ao que terá também respondido: "Não roubei carro nenhum, emprestaram-me., e ainda: "Mas foi você visto ao volante de um Opel Astra, você roubou aquele Opel Astra!?" respondendo novamente: "Não roubei, emprestaram-me".
Durante as 4 semanas de procura foram falados, em alguns casos, que o homem terá saído de Portugal, ora bem, com o homem ali perto muitas destas questões foram-lhe colocadas e ele terá respondido sempre com um ar tranquilo de "aparentemente" mente tranquila, dizendo que nunca saiu de Portugal apenas andou nas zonas de Arouca, Aguiar da Beira, Sabrosa... Num raio de cerca de 200 km.
O suspeito diz não ter cometido crime algum e que tem provas, que vai conseguir provar. Diz que esta situação se iniciou num mal entendido e que depois tudo se desenrolou mas que não matou ninguém.

O homem que apareceu várias várias vezes nas imagens da RTP3 estava com o seguinte aspeto (Ver imagem abaixo e continuar a ler).


Segundo a RTP, o homicida diz entregar-se por "não poder ser fugitivo a vida toda".
Ainda ele terá dito que durante todos aqueles dias em que esteve escondido, houve alguns casos em que chegou a ouvir a população comentar que aquele homem que viam na televisão deveria ser preso, e que ele conseguia ouvir tudo isso porque estava ali perto mas as pessoas não o conseguiam ver.
O suspeito garante que nunca encontrou condições de segurança para se entregar, até agora, e que foi dormindo em casas abandonadas e comendo o que era possível, principalmente castanhas e nozes.

Agora será levado para a instalações da Polícia Judiciária da Guarda.
Pedro Dias, conhecido como "Piloto" estava desaparecido desde o dia 11 de Outubro, dia em que dois GNR foram atingidos a tiro, em Aguiar da Beiro, matando um deixando outro ferido.
No mesmo dia um casal foi também baleado, matando o homem e deixando a mulher em estado grave.

Veja também

Para quem oferecia este despertador?

Partilhar

Relacionados

Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »