ANEDOTA: O "corno" azarado que nem sucidar-se consegue


O corno estava triste num bar olhando para a sua bebida quando surge um homem todo valentão, dá um chuto na cadeira que estava a sua frente e bebe toda a bebida do Cornélio, e diz:
-Vai reagir?

-Reagir? Eu vou embora nem devia ter saído de casa. Imagine só, Hoje cedo briguei com a minha mulher, saí de casa com raiva, bati com o meu carro, cheguei atrasado ao trabalho, fui despedido, voltei cedo para casa e apanhei a minha mulher com o meu vizinho e agora deito veneno na minha bebida  e aí vem você e beb tudo! É bem complicado, nem para me matar eu presto.

Partilhar

Relacionados

Próximo
« Anterior
Anterior
Próximo »